Páginas

quarta-feira, junho 21, 2006

Do Leão Lobo:


A péssima TV Cultura é o reflexo cultural do Governo Alckmin

Entre as muitas promessas não cumpridas deste Governo Alckmin, uma delas foi a revitalização da TV Cultura. E nesses 10 anos em que o governador esteve à frente do Governo de São Paulo, a emissora da Fundação Padre Anchieta, que é atrelada a esse Governo, acabou virando praticamente uma emissora comercial, com os tais dos “apoios culturais” que nada mais são do que os comerciais iguaizinhos aos das outras emissoras, sem que a Cultura perdesse os privilégios de Estação Pública e nada, ou pouquíssimo, mudou na emissora com todos esses ganhos que ela teve.

Contratações milionárias foram feitas como a de Silvia Poppovic, mas não há como a apresentadora brilhar no esquema restrito da emissora. O próprio bom programa de Rolando Boldrin, “Senhor Brasil”, não tem divulgação, por isso não repercute e em função dele, o bom e popular programa “Viola, minha viola”, da queridíssima Inezita Barroso, que já tinha um público cativo, foi esvaziado, está sendo desprestigiado dentro da própria casa. Está acontecendo com o “Viola”, na Cultura, o mesmo o que está acontecendo com o “Hebe”, no SBT.

Mas o caso da Cultura é ainda mais grave porque a Cultura é pública, é nossa, e agora ainda tem dinheiro de anunciante. Fica a pergunta: para onde está indo todo esse dinheiro se ele não tem revertido em bons programas infantis, por exemplo? A programação continua a mesma, com pouquíssimas novidades. E, na teledramaturgia, só existe o “Senta que lá vem comédia”, cabide de empregos para os familiares e amigos da atriz, autora e diretora desconhecida Analy Alvarez. Mas, para um Governo que prometeu resolver o problema da Febem do Estado e só o agravou, não cuidar de uma tevê pública é o mínimo.

http://www.portaldoleaolobo.com.br/

Nenhum comentário: