Páginas

sexta-feira, junho 30, 2006

Piazza e o celular

Hoje o músico Piazza fez o pré-lançamento de seu álbum "Percepção Oculta” no Foyer Nobre do Theatro São Pedro. Foi acompanhado por Luis Palma, no violão e Fabian Ciardelllo na percussão. A alma espanhola, mesmo tocando Mozart ou Luiz Gonzaga, é um misto de sedução, melancolia e ritmo violento. Para não dizer que não falei das flores, de Vandré, foi um momento alto. O músico parecia cavalgando sobre as notas, trazendo uma deliciosa brisa árabe e tribal, ainda mais com a percussão ousada, feita de tambor, leque e (sim) uma espécie de tanque de plástico. Muito bem colocado!

Mas além disso, um triste aspecto saltou aos olhos. Um celular tocou, com as músicas moderninhas de agora. E pior não foi isso: a pessoa atendeu e seguiu fazendo seu negócio. Logo depois, outro celular. Tudo bem que a pessoa esqueça, mas falar! O mesmo aconteceu comigo quando fui ver Brokeback Montain. Um respeitável senhor falava sobre o escritório enquanto os cowboys decidiam seu destino!

Essa me parece uma arrogância muito mais perigosa do que aquela que fala Thackeray a respeito dos ingleses vitorianos, seus contemporâneos. Eles, pelo menos, tinham a consciência de estar em grupo, e precisavam manter as aparências, e, em função das hierarquias, dadas pela existência da nobreza, tentar atingir o status que muitas vezes não lhes pertencia.

Agora as pessoas acham normal falar no meio do filme. Acho que em parte isso tem a ver com a permissividade de nossa cultura, com a idéia bem popular de que é ruim e até mal educado se pronunciar contra algo, tomar partido, censurar. Faz parte de nosso secular, se não pode vencer...

No Brasil há tanta educação, que o mal floresce solto! É mal educado mandar seu filho lavar a louça. Ou cortar a mesada. É mal educado gritar com alguém que dobra sem dar o sinal. É mal educado falar com quem fura a fila. E, é claro, é mal educado falar mal de qualquer empresário, que afinal, está trabalhando para salvar o Brasil. Ou seja, é mal educado exigir igualdade. A boa educação atrapalha a boa música!

Nenhum comentário: