Páginas

quinta-feira, agosto 17, 2006

Wal-Mart terá de pagar US$ 172 mi a funcionários
dez 2005

Rede varejista não dava intervalo para almoço aos empregados

A maior rede varejista do mundo, a americana Wal-Mart, terá de pagar US$ 172 milhões em indenizações a funcionários que tiveram de trabalhar sem direito a pausa para almoço.

Um tribunal da Califórnia decidiu nesta quinta-feira que a Wal-Mart violou uma lei estadual que determina que os empregadores são obrigados a dar aos funcionários um intervalo não-remunerado de 30 minutos para almoço se eles tiverem trabalhado mais de seis horas.

Mais de 100 mil empregados da rede no Estado terão direito a ser compensados.
"Nós discordamos absolutamente da decisão", disse à agência de notícias Associated Press o advogado da empresa Neal Manne.

A legislação de 2001 afirma que pessoas que trabalham em diferentes turno devem ter a pausa para comer ou receber pagamento adicional caso não façam o intervalo.
"Estamos muito satisfeitos", disse Chris Lebsock, um dos advogados que representaram os funcionários.

As lojas da Wal-Mart são famosas por seus preços baixos, mas críticos acusam a rede de supermercados de obter sucesso comercial às custas dos direitos de seus funcionários.

www.bbc.co.uk/portuguese

Nenhum comentário: