Páginas

domingo, setembro 24, 2006

PAPA: A VOZ DA RAZÃO

Sobre gays
"Embora a inclinação particular de uma pessoa homossexual não seja um pecado, é mais ou menos uma tendência que vem de um mal moral intrínseco, e, portanto, a inclinação em si pode ser vista como uma desordem de objetivo." (1986, na carta aos bispos da Igreja Católica sobre o cuidado pastoral de gays)

(...)

Sobre judeus
"Que os judeus são ligados à Deus de uma maneira especial e que Deus não quer que essa ligação fracasse é inteiramente óbvio." "Aguardamos o momento em que Israel vai dizer 'sim' a Cristo, mas sabemos que tem uma missão especial na história agora."(em livro de sua autoria, publicado em 2000) (...)

Sobre rock
"Um veículo anti-religião."(em 1988) (...)

Sobre a entrada da Turquia na União Européia

"A Turquia sempre representou um continente diferente, em contraste permanente com a Europa".(em entrevista ao jornal francês Le Figaro, em 2004)

(...)

http://noticias.terra.com.br/mundo/novopapa/interna/0,,OI517260-EI4832,00.html

ALEMANHA

"A declaração decisiva neste argumento contra à conversão violenta é isso: não agir de acordo com a razão é contra a natureza de Deus. O editor Theodore Khoury observa: para o imperador, enquanto um bizantino moldado pela filosofia grega, esta declaração é auto-evidente. Mas para o ensinamento muçulmano, Deus é absolutamente transcendente. A sua vontade não está presa a nenhuma das nossas categorias, mesmo àquela da racionalidade.

Neste momento, até onde diz respeito à compreensão de Deus e portanto à prática concreta da religião, nós estamos diante de um dilema inevitável. A convicção de que agir desarrazoadamente contradiz a natureza de Deus é meramente uma idéia grega, ou isso é sempre e intrinsecamente verdade?"
---

Qual é a relação entre o papa e o mundo islâmico?

Este não foi o primeiro atrito entre o papa e os muçulmanos. Na época em que era cardeal, Joseph Ratzinger foi contra a entrada da Turquia na União Européia, dizendo que o país fazia parte de uma esfera cultural muito diferente.

Ele disse que o ingresso turco seria um erro na corrente da história. Em 1996, ele chegou a escrever que o Islã tinha dificuldade de se adaptar à vida moderna. No ano passado, ele acusou líderes muçulmanos na Alemanha de falharem na tarefa de afastar os jovens da "nova barbárie".

http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2006/09/060918_papa_faq_dg.shtml

Nenhum comentário: