Páginas

quarta-feira, janeiro 31, 2007



Há muito tempo se comenta que a Folha é anti-lulista, que as manchetes adoram ridicularizar o PT, já ouvi falar de alguns colunistas com uma "arrogância de intelectual paulista" que parece saber tudo e odeia pontos de vista "vindos debaixo". (Claro, a Folha é complexa, e temos de amá-la, é o cérebro do país...)

Mas o que tem me irritado é o fato de toda foto do Lula ter um ar cômico, mostrando-o doido, triste ou ridículo. Lula molusco. A última edição pinga mais ainda no copo cheio...

Essa é uma forma antiga de demonstrar postura política - O New York Times achou até uma foto do Lula sério e dark- mas fica muitochato para o leitor, que se sente desrespeitado. Aqui dois exemplos. Tem algum motivo para mostrar o mais alto funcionário do país assoando o nariz? Seria tão bom ter uma foto apenas de um presidente...

Um comentário:

Jabuticabo disse...

O tiro está saindo pela culatra. O presidente transita com toda a naturalidade fora do protocolo.

Estamos em um tempo em que nossa egrégora é por demais pós-moderna para render-se a traficâncias maniqueístas, e foi este conceito, talvez até pelo vocabuário estranho que ele evoca, que escapou e ainda escapa da atenção de nossos homens de imprensa, em sua vã insistência em fazer o mundo à sua imagem.