Páginas

quinta-feira, março 28, 2013

Ausência

Hoje eu tenho que fazer uma coisa
Hoje ou nunca
Recriar a tradição
Ouvir os ecos de uma mata, seu orvalho e neblina
Lembrar do ontem e não deixar que se repita
Chamar por Ishtar e passar pelo fogo e pela água
Para abrir meus olhos, purificar-me
E, na minha busca, e na minha fome
Colher como pássaro os hálitos jovens da manhã
para viver as origens
e colorir o tempo do inverno

E tudo depende
de ser o ato presente
Hoje
Propor o amanhã inesperado
ouvir, em silêncio, o tempo do sol poente
e oferecer um rito
ao ciclo infinito
Lembrar das linhas do sangue
da alma-animal comum, a rede
Crer que Eostre chegará num carro de aurora
e Dionísio informulável e seus frutos
E reconhecer em cada pedra de rua e cada criança
Um deus.

Licença Creative Commons
O trabalho Ausência de Afonso Jr Lima foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário: