Páginas

domingo, agosto 11, 2013

Pai
Eu não te entendo
e você nem sei
mas existe algo além
Pai
você Flash Gordon
eu He-Man
mas existe algo além
Pai
Devem existir feridas para os psicanalistas
e jardins talvez
existe algo além
Pai
Você viu a escuridão que eu não vi
você conquistou a cidade em que eu nasci
você sabe coisas que eu não sei
e debate com os passarinhos
você não usou camisinha
e talvez seja por isso que
eu não tenho limites e nem norte
mas existe algo além
no feminino do teu canto noturno
no repente na roda sob o minguante
falo diplomático pós-freudiano
sorvendo o mate em gargalhadas
oferecendo um botão de rosa branca

Eu não quero que você seja perfeito
porque eu não sou
somos os possíveis que não ganharam o mapa
e nos restou colocar os ouvidos na terra negra
eu durmo ainda ao teu lado antes da noite crescer
eu eu diminui para o bem da humanidade
finalmente, eu perdi o interesse pela vitória
eu tenho preguiça de achar culpados
e a nós, que acabamos, não nos é dado
eu não sou mais o Senhor do Juízo Final
entre o você imaginado e o eu imaginado
criamos essa terra de alguém

Quantas peles têm uma cidade?
Quantas formas de ser humanidade?
você é toda a linhagem
de sábios, guerreiros, bufões
Essa onda orgulhosa e rebelde
Ensinando
que tudo tão profundo é relativo
que existe a justiça e precisa existir
que é preciso transformar
existe sempre e ainda
um céu estrelado
o chão rachado
e o silêncio
Você me disse: filho um poema
é feito de ontem e de hoje
Pai
tua lição não está à vista
e eu demorei
Mas ficou uma semente no unicórnio
do berço
de sempre ter um começo, existe algo além.


Licença Creative Commons
O trabalho Pai de Afonso Jr. Lima foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://afonsojunior.blogspot.com.br.

Nenhum comentário: