Páginas

domingo, março 09, 2014

Amor do não como em fauzi arap

"Ensina-se em toda a parte em mistérios e sacrifícios, tanto entre os gregos como entre os bárbaros, que devem existir duas essências distintas e duas forças opostas, uma que leva em frente, por um caminho reto, e outra que interrompe o caminho, e força a retroceder". Plutarco, "Sobre Ísis e Osíris" citado por Walter Benjamin, "Franz Kafka".


Qual o momento específico em que decidi não viver. NÃO Naquela noite. sozinhos em minha casa. nos abraçamos e surgiu em nós raízes e ramos NÃO Qual o minuto mais ao norte próximo da zona da morte onde deixei meu cavalo morrer em frente ao poço. NÃO Eu tenho medo. de entrar nesses abismos. Eu sinto. [você se foi nos morros em azul completo contra nuvens de cogumelo amarelo no amor do sim] que perdi. [sozinho em minha cama no auge fundo da madrugada] muito e você pode fugir porque você é livre. Eu sinto que preciso de domínio. VOCÊESTÁERRADONÃOGOSTODEVOCÊASSIM. NÃO Qual o dia e noite em que as brumas tomaram o morro verde e onde o frio deixou morrer a flor no tronco.  NÃO O demônio é gelo e nega a realidade [imerso em WhatsApp deserto sem você] e fica aquecendo o esquecimento e esconde o tremor. NÃO. [louco. desesperado. confuso.] Eu sei. o que passou. Eu olhei. nos teus olhos apaixonei-me o teu talento a forma como se move toquei tua perna com toc. Eu desejo (desejo desejo desejo e existe) você. NÃO PASSEIAMÃONELENOBARUMEXNAMORADOBEIJOELENATUAFRENTE. TALVEZ. EUSOUCARINHOSOCOMTODOSOSMEUSAMIGOS. NÃO Você bate o portão. Perco por medo de perder de novo [d.e.s.e.s.p.e.r.a.d.o.] SIM Onde está a pele de serpente que eu vestia na correnteza do tempo para seguir magias e mistérios, sacrificios e fluxo de negro e ouro. NÃO. EUESTOUNUMAFASESÓESTOUEMPAZCO MIGOE NESSE MOMENTOÉSÓ COMIGOQUEQUEROFICARCOMIGOMESMO. Naquela noite. sozinhos em minha casa, nos abraçamos e nunca mais. SIM. É algo dentro de mim, você. Vou sofrer pelo futuro de não (compramos o ingresso pro dia errado, fomos à Paraty no verão, churrasco com amigos no aniversário da letícia, você e meu filho no parque). Animal. o próprio corpo. Eu fujo. Eu sei que naquele abraço estávamos unidos [no bar com esse rapaz estou sem você] e é por isso que pedi para não perdê-lo. SIM. NUNCATIVECIÚMEDEVOCÊ. Por que paro na presença do oceano que contém a sabedoria da vida rastejante e da pedra de 6 bilhões de anos. NÃO Eu sei que no dia em que desejaste partir [comendo e dormindo mas não é você] fiquei desesperado. Eu senti na rua escura quando disseste que ias e não voltarias para ficar no bar conosco. VOCÊNÃOFAZMEUTIPO.  TALVEZ As bandeiras coloridas da cidade em festa foram manchadas na queima do meu coração que perdeu. o tempo? NÃO Eu tenho (algo fundo vazio frio como) medo. Enforcado no jogo. Eu sei quem você é. Provavelmente eu prefiro algo que não sei. e me assusta também. PRECISAMOSNOSAFASTAR. NÃO Os sinos no dia claro estão surdos com memórias do futuro soterradas e pensamentos de rompimento fechados em arcas? 

Nenhum comentário: