Páginas

domingo, maio 04, 2014

Profetiza

[2013] Cremação coletiva. Era alugado. Estamos fazendo esse apelo. A gente não preferia. Podem tirar ela do jazigo. Ela trabalhou mais de vinte anos lá. Os ossos da mamãe. Queimar como indigente. 
[1888] Liberdade? Minha propriedade.
[2011] Queremos processar. Esperou quase dois dias inteiros. Depois de terem diagnosticado. Se estava generalizado. Foram muitos anos naquela ambiente. Nem bicho merece. Maca no corredor. 
[1889] Gente bicho. Vão comer lixo. 
[2006] Urubu. O cheiro. É chuva e lama, todo dia. Ela canta, cata, a mãe. 

Afonso Lima

Nenhum comentário: