Páginas

quinta-feira, setembro 04, 2014

urgência

O botão do fast-forward certamente quebrara. Os personagens não podiam mais ser acelerados. Uma senhora de certa idade parava na janela e nada acontecia por mais de um minuto. Mãe e filha faziam chá e o deixavam esfriar em silêncio. Um pai apenas empurrava o balanço de um pequeno de cabelos vermelhos. Já não iniciavam nada com tensão nos primeiros dez minutos. Choravam sem solução de um impulso desconhecido. Até liam poemas um pouco enigmáticos no jardim. Assim, teriam de ser cortados. Um menino colocou sua caixa sobre a mesa e correu para atirar-se no rio.

Afonso Lima

Nenhum comentário: