Páginas

terça-feira, março 10, 2015

Santuário agreste

O sinhô caiu de amores
pela mulata
mas ela continuava na senzala
a carne é fraca
no chicote

árvore seca baleia encalhada
yakuza acusa canudos
o intelectual armado
de visões do passado
o empresário com a faca nos dentes
querendo ser presidente
o empreendedor do pó
o dogma da TV
só inglês vê

quem tem medo do brasil?
o que é essa nação?
cidadão mal e mal
separado dos irmãos
na jangada na tempestade
brotando do Sardinha
gaiolas herdadas

descobrir África
desenterrar os ancestrais
não branco sim,
negro não

A república comeu a princesinha
(depressiva com a barriguinha)
O jardim dos amores-perfeitos
morreu no veneno verde
mallarmé sentiu a maré?

rubro ouro negro
empurrado pro cimento
biscoito: saia de casa
veja como está o tempo
entre em casa
como está o outro?

afundado na verdade
grande a casa grande
o aplauso do golpe
rezando contra o novo
quem não tem medo do brasil
deve estar equivocado

Afonso Lima

Nenhum comentário: