Páginas

domingo, maio 17, 2015

banana

Doce na boca e amarela com
casca manchada ela é bela
barata e enche a banana
o estômago feliz não
reclama mas onde ode à ela?
o colonizador diz
o que é arte: olho o canto alheio
sem vontade: meu corpo reprimido
drama de boca e saliva, a cor e o prana chamo
de primitivo o que não se engana
com a magia formal da banana

Afonso Lima

Nenhum comentário: