Páginas

domingo, junho 14, 2015

Repetição

Rosa é uma mulher é uma mulher é uma mulher. Ela se apaixonara por outra detenta.
Quando Raquel fez um ano, Rosa pediu que a avó não mais a trouxesse na visita. A criança tinha que tirar a roupa e a avó também. Podia ficar com ela até 7 anos pela lei, mas nenhuma criança ficava mais que seis meses. Jogou o leite fora. Rosa estava presa esperando julgamento; quando foi absolvida, tinha permanecido mais tempo do que se tivesse sido condenada.
A avó morreu depois de dois anos. A mãe conseguiu emprego de passadeira. Sem creche, a criança fica sozinha em casa.
- O que vocês fizeram nas férias, pergunta a professora.
- Assisti TV, fiquei na internet, respondem.
Um zelador da escola pensa no que oferecer para tirar fotos de Raquel sem roupa.
Rosa não tinha permissão para visita íntima, "Pouca vergonha", dizia a gestora prisional.
Raquel é uma criança uma criança.

Afonso Lima

Nenhum comentário: