Páginas

sábado, julho 11, 2015

o mar de são paulo

está faltando
um pouco de poesia
moderna leveza
vozes restauradas
um olhar franciscano
pela São Francisco
(porque a revolução
é a ternura)

está faltando
a falta a ingênua
noite a contra-narrativa
do inacabado
um pouco de fé

está faltando
preservar a vida
pastores, pescadores de esquina
falando dos amores e do tempo
por nada

um bosque na Consolação
uma chuva de verão
uma festa de divino
traria consolação
mar na Praça da Sé
resolveria

Afonso Lima

Nenhum comentário: