Páginas

domingo, dezembro 06, 2015

Acalme-se

Antes de aplicar o choque é preciso avisar que não vai doer. Mas vai doer.
É preciso dizer que não doeu. Que vai melhorar. Não vai.
Diga aos familiares que ele não morreu. Está desaparecido.
O calabouço com água até os joelhos por seis meses, a cela onde, nu, fará suas necessidades, o que enfiarão em sua boca, o que fará arrebentar seu tímpano, têm uma lógica.
Diga que tudo isso tem um motivo. que vamos trilhar o caminho do progresso.
Diga que os rebeldes são terríveis, temíveis, que as senhoras respeitáveis no shopping - sensatas e contra a violência - e os jovens que defendem Margaret Thatcher para subir na vida devem se assustar.
Diga que a resposta é violência.
Diga que você sabe muito, diga que eles não sabem nada, diga que isto não está previsto no manual para cortes de 1996. Que não reduzimos cultura e educação há anos para fazer monumentos de cimento. E quando você não souber mais a diferença entre as coisas, nós te ofereceremos medo, perguntas e soluções.
Diga que não estamos voltando ao século XIX, diga que não são escravos adiados, diga que a educação vai melhorar.
Diga que não precisamos de ninguém cuidando os lobos, porque lobos são confiáveis e você só precisa conquistar seu espaço. Que existe esperança se você for normal.
Você é vital ao sistema, pague ou deixe-o,
Enquanto você sonhar e você gritar nós diremos: "volte ao seu lugar".

Afonso Jr Lima


Nenhum comentário: