Páginas

quarta-feira, maio 11, 2016

A democracia acabou no Brasil - Novo Golpe Velho

‘(quando você arrumar a política) obviamente tem gente que vai sofrer’ (Ricardo Paes de Barros)


No Brasil, saímos de uma situação em que a classe média é pequena, mas crescente, nos anos 50 e 60 e a educação se amplia, para um golpe militar que restringiu a comunicação e pregou durante 20 anos o medo ao comunismo, criando um estado policial que via a pobreza como uma questão de segurança e não um problema a resolver. O resultado disso, aliado à visão da educação como parte de mercado, nos anos 90, é que nossa população tem pouca formação política, principalmente na hora de escolher o legislativo.

Nossas instituições são pouco democráticas, ou seja, estão expostas aos fortes controles de minorias (conservadoras) - 0,9% dos brasileiros detêm 60% da riqueza. (ceert.org.br). Nós ampliamos a participação, com conselhos e leis, mas nossa casta privilegiada ainda tem a voz (mídia), a lei (Justiça) e o parlamento. Muito foi dito sobre como o PT negociou cargos, mas não há como governar num país dominado por velhas oligarquias. 


O jogo é simples - trocar o capitalismo de consenso pelo capitalismo de controle, apostando 100% na formatação de consciências pelo bio-poder-midiático-corporativo, investindo em repressão e judicialização da divergência, apostando no coronelismo urbano que sucateia universidades e escolas e desmoraliza reflexões no jornal. Idade das trevas da demo-cracia de mercado, ignorância lidera: evangelismo fundamentalismo, revolta anticomunista proto-fascista de jovens ricos alienados e empresários que odeiam e temem os pobres - Bush disse em 2002 que "comunismo, fascismo e nazismo, assim como o terrorismo, buscam controlar a vida". É o Estado-empresa-mercado-financeiro.

Os lucros da criminosa venda das privatizações, por exemplo, assim como a total transformação da vida em comércio e o salário irrisório, são um convite à ambição de uma elite que se apoia mais em especulação do que em produção. A recessão da época de FHC mostra que desemprego é aceito nesse mundo no qual pagar o FMI e ter dívida pública fazem parte de um sistema de desinvestimento. Esse sistema faz com que mesmo o político bem intencionado não tenha recursos, e o mal intencionado gaste em obras faraônicas para seus doadores de campanha. 

Parece que, em um país que, em 1940, tinha 56,2% de analfabetos (na Argentina - 15%), a população tem dificuldade de organizar-se para influir no Estado. Através das profundas crises de governos autoritários (como entre 1994-2002), a conscientização surge. Nessa nova era das trevas, o passado será um parâmetro - "a renda dos 50% mais pobres no Brasil cresceu 67,93% ao longo da última década (dezembro de 2000 a dezembro de 2010), enquanto a renda dos 10% mais ricos teve incremento de 10,03%.
"É como se os pobres estivessem num país que cresce como a China, enquanto os mais ricos estão em um país relativamente estagnado", compara Neri."


http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2011/05/110503_desigualdade_br_jc_rc.shtml



Entre as pessoas de maior poder aquisitivo, ouço coisas como "precisamos acabar com o comunismo no Brasil" (Lula) ou "Bolsa Família até morto ganha". É que a democracia e a justiça social ainda não fazem parte do cidadão médio civilizado. Ou o economês domina: "Quem vai pagar essa conta?" Mas o pior mesmo é que, se o mercado financeiro despreza até o desenvolvimentismo, a classe alta não se importa de ter prejuízos (por exemplo, com um Congresso parado) - prevalece a luta e preconceito de classes. E o Príncipe do Mal de plantão pode ser aliado do Império do Mal Imperialista. 
As pessoas ficaram chocadas com as falas dos Congressistas ao aprovarem o prosseguimento do processo enviando-o para o Senado. Fica claro que os poderes funcionam para si mesmos e a "venda de cargos" - quando o PT foi desacreditado pela campanha midiática sobre corrupção - pode prescindir de intermediários. Não ter debate é o melhor caminho.
Assisto um pouco dos senadores defendendo seu voto. Nada a ver com o caso específico. É uma vingança de partidos de oposição. Retomam o mesmo ato impossível de ser visto como crime. Mas estão na TV, sabem que tem de parecer lógicos. Medo desse processo frio de ilegalidade. 


A gente dá o golpe, depois vê como fica... Nós somos "as pessoas que se sentam na escuridão" a quem a Civilização Imperial-Entreguista tem de trazer alguma coisa, embrulhada em corporações, privatizações e salários baixos, pode ser a liberdade, mas agora que o comunismo acabou... pode ser a "luta contra a corrupção", "mais empregos" e "consenso no Congresso".


PS: Golpe consumado. A mídia prepara e silencia; o judiciário criminaliza e defende; os velhos poderes eleitos pelo grande capital fingem representação e fazem o que querem na Câmara, no Senado e, agora, no Executivo. A classe média tem de passar o creme melhor-pior para esconder que, novamente, apoiou o crime porque foi convencida de que isso melhora a "economia". Porque "economia" significa apenas não pagar imposto e salários miseráveis. 


Mas não poderia deixar de dizer que, paradoxalmente, senti uma politização imensa - apesar de existir uma classe média que acha a assistência um crime, ela, que recebeu bolsa família a vida toda...Eu fico pasmo de ver como a juventude respondeu rápido - as pessoas se organizaram e denunciaram o golpe. Há esperança, ainda mais depois que os neoliberais requentados começarem sua criminosa austeridade geral e irrestrita.


Afonso Lima


Um beijo pra quem votou no PSDB, PP, PSD, PR, PSB, DEM, PRB, SD, PSC, Pros, PPS, PHS, PEN, PMN, PTN, PRP, PTC, PSDC, PRTB, PSL...


- Por outro lado, deve crescer o número de parlamentares ligados à polícia, que passa para 55, um aumento de 30% .Até o momento, o órgão já identificou 82 deputados, dez a menos que na legislatura anterior, que irão fazer parte da bancada evangélica, contrária ao aborto, mas o número deve aumentar, já que a análise preliminar só inclui os que tem “pastor” no nome ou se declaram abertamente evangélicos.


E a Frente Parlamentar da Agropecuária, que busca um recrudescimento dos direitos indígenas previstos na Constituição também aumentará de 191 a 257 representantes.


http://brasil.elpais.com/brasil/2014/10/08/politica/1412729853_844912.html


Salva eu - MPF golpista? - Janot defende que STF derrube liminar que obrigou abertura de impeachment contra Temer


"Apesar da determinação do ministro ter sido feita há mais de um mês, o efeito político ainda não foi visto no Congresso Nacional. Isso porque boa parte dos partidos não fez as indicações dos membros que deveriam compor a comissão especial de impeachment contra Temer. No caso de Dilma, as sugestões foram feitas em menos de um dia." (E)

http://jornalggn.com.br/noticia/janot-defende-que-liminar-sobre-impeachment-de-temer-seja-derrubada-pelo-stf

Lembra? - Temer + Zelada - "..Que o PMDB da Câmara condicionou a aprovação da CMPF a eles indicarem o diretor da Diretoria Internacional... Que, no entanto, o nome de João Rezende foi vetado por Dilma Rousseff (então ministra Chefe da Casa Civil), em razão de ele ter problema no Tribunal de Contas; Que João Henriques indicou Jorge Zelada; Que Jorge Zelada foi chancelado por Michel Temer e a bancada do PMDB na Câmara”. - Uma das contas no exterior atribuídas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), tem ligação com o ex-diretor Internacional da Petrobras Jorge Zelada, preso na Lava Jato e condenado em 1ª instância por corrupção e lavagem

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/187238/Lava-Jato-prende-mais-um-ex-Petrobras-Jorge-Zelada.htm

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-03/delcidio-afirma-que-temer-chancelou-indicacao-de-ex-diretores-da-petrobras




- Insatisfação genérica com a situação econômica, aumento do desemprego e arrocho salarial são as maiores críticas ao governo entre aqueles que classificam como ruim a administração de Fernando (Folha - 1996)


- O salário mínimo é um importante instrumento de distribuição de renda, porém, em oito anos, ele foi reajustado em apenas R$ 50,00; em 1995 o mínimo era de R$ 150,00 e hoje atinge apenas R$ 200,00. (RSJ)


- os países que mais sofreram com as crises econômicas da década de 1990 – como México, Rússia, Brasil, Argentina e Sudoeste Asiático – foram justamente os que adotaram as diretrizes do “Consenso de Washington”, o documento referência desta orientação econõmica, lançado em 1989 e que, apesar de superado, baliza ainda hoje o programa de governo de Aécio Neves. (CC)

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1996/7/04/brasil/13.html

- http://www.social.org.br/relatorio2002/relatorio025.htm

http://www.cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FPolitica%2F9-diferencas-entre-os-modelos-economicos-do-PSDB-e-do-PT%2F4%2F31999

O último impedimento - TINHA CRIME!

- As denúncias de corrupção surgiram em 1991, quando o irmão do presidente, Pedro Collor, acusou-o de manter ligações ilícitas com o empresário Paulo César Farias, tesoureiro da campanha presidencial. Segundo Pedro Collor, PC Farias articulava um esquema de corrupção e tráfico de influência, o loteamento de cargos públicos e a cobrança de propina dentro do governo.
O Congresso Nacional investigou as denúncias por meio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) presidida pelo deputado Benito Gama (PFL-BA) e tendo como relator o senador Amir Lando (PMDB-RO). A chamada "CPI do PC" apresentou seu relatório final em 26 de agosto de 1991, e concluiu que o presidente da República e seus familiares tiveram despesas pessoais pagas pelo dinheiro recolhido ilegalmente pelo chamado "esquema PC", que teria distribuído tais recursos por meio de uma rede de laranjas e de contas fantasmas. Um pedido de impeachment foi formulado e julgado procedente em 29 de setembro.

http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2007/03/15/plano-collor-abertura-de-mercados-e-impeachment-marcaram-primeiro-governo-eleito-apos-o-regime-militar


https://www.youtube.com/watch?v=OcOZ2dDW8xU

A Nova Fronteira é tão Velha República - "O governo do PSDB não respeitava os representantes dos trabalhadores, não negociava. E ainda havia o desemprego, altíssimo, a desmobilizar a luta da categoria”, recorda a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira.

“São Paulo e os paulistas, por exemplo, perderam um grande patrimônio. O Banespa, um dos maiores bancos públicos do país, foi vendido ao Santander por muito menos do que valia (foto). A Nossa Caixa, última instituição estadual paulista, quase teve o mesmo destino, não fosse a intervenção do Banco do Brasil, que fez a fusão, mantendo-a como empresa pública. O Brasil e os brasileiros já perderam muito com esse modelo neoliberal de governar. Retrocesso que não podemos permitir”, reforça Juvandia.

- See more at: http://www.spbancarios.com.br/Noticias.aspx?id=9230#sthash.mN731pbx.dpuf

- Senado que vota impeachment é a cara de Renan -

Homem branco, patrimônio na casa dos milhões de reais, tradição política de família, de partido de centro e carreira política longa – por vezes marcada por suspeitas. Eis o perfil da Casa que decidirá amanhã o futuro do governo Dilma

- Os mais ricos

Tasso Jereissati (PSDB-CE) – R$ 389 milhões


Blairo Maggi (PR-MT) – R$ 152,4 milhões


Eunício Oliveira (PMDB-CE) – R$ 99 milhões


Eduardo Braga (PMDB-AM) – R$ 27,2 milhões


Fernando Collor (PTB-AL) – R$ 20,3 milhões
http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/senado-que-vota-impeachment-e-a-cara-de-renan/


- Os custos para a manutenção dos salários e benefícios atrelados aos deputados e senadores já passam de R$ 1 bilhão por ano. Por ano, R$ 164,8 milhões pelos 81 senadores. (CF)

- Senado prepara aumento de 21% para servidor efetivo

O texto prevê impacto financeiro extra de R$ 174,6 milhões apenas no próximo ano. A apresentação do projeto vai na contramão dos esforços de contenção de gastos do governo frente à crise econômica (CF)

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/%E2%80%9Cvice%E2%80%9D-de-temer-renan-e-alvo-de-11-inqueritos/
http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/um-terco-do-senado-responde-a-acusacao-criminal/
http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/deputado-e-senador-custam-mais-de-r-1-bi-por-ano/

Uma geração inteira vai conhecer o que é governo contra o povo - 10% dos brasileiros passavam fome - agora, as crianças comem frutas...


WB - Bolsa Família: Changing the Lives of Millions in Brazil - The Bolsa Família Program, which has technical and financial support from the World Bank, is cited as one of the key factors behind the positive social outcomes achieved by Brazil in recent years.

The Program is an innovative social initiative taken by the Brazilian Government. It reaches 11 million families, more than 46 million people, a major portion of the country’s low-income population. The model emerged in Brazil more than a decade ago and has been refined since then


http://web.worldbank.org/WBSITE/EXTERNAL/NEWS/0,,contentMDK:21447054~pagePK:64257043~piPK:437376~theSitePK:4607,00.html


https://www.youtube.com/watch?v=izOzd5whXgY


Tese interessante - No manual da Guerra Híbrida, a percepção da influência de uma vasta “classe média não-engajada” é essencial para chegar ao sucesso, de forma que esses não-engajados tornem-se, mais cedo ou mais tarde, contrários a seus líderes políticos.

O processo inclui tudo, de “apoio à insurgência” (como na Síria) a “ampliação do descontentamento por meio de propaganda e esforços políticos e psicológicos para desacreditar o governo” (como no Brasil). E conforme cresce a insurreição, cresce também a “intensificação da propaganda; e a preparação psicológica da população para a rebelião.” Esse, em resumo, tem sido o caso brasileiro.


http://outraspalavras.net/brasil/o-brasil-no-epicentro-da-guerra-hibrida/


"Golpe brasileiro ameaça democracia" - Seria mais uma coisa lamentável se o Brasil perdesse boa parte de sua soberania nacional, além de sua democracia, com este golpe sórdido.

- The impeachment campaign — which the government has correctly labelled a coup — is an effort by Brazil’s traditional elite to obtain by other means what they have not been able to win at the ballot box for the past 12 years.

The U.S. government has been quiet about this coup attempt but there is little doubt here about where it stands. It has always supported coups against left governments in the hemisphere, including — in just the 21st century — Paraguay in 2012, Haiti in 2011 and 2004, Honduras in 2009, and Venezuela in 2002.


http://www.huffingtonpost.com/mark-weisbrot/brazilian-coup-threatens_b_9694928.html


- Do total de 80 senadores que participarão da votação (Delcídio Amaral foi cassado nesta terça-feira, 10), 47 são suspeitos ou acusados de crimes que vão desde falsidade ideológica até abuso de poder econômico - o que equivale a quase 60%. Treze deles podem ter ligação com casos de corrupção investigados na Operação Lava Jato. E entre os 68 oradores que vão debater o tema no Senado nesta quarta-feira, 40 são suspeitos ou acusados de crimes.

hhttp://noticias.terra.com.br/brasil/politica/impeachment/quase-60-dos-senadores-que-julgam-dilma-sao-alvo-da-justica,cfbab963c3c9ea620c15b2ebf225db37tut2c8qu.html


Hoje, esta destemida e combativa Presidenta Dilma Rousseff é novamente submetida a julgamento, desta vez em um colegiado que teria por obrigação defender o substrato da sua própria existência – a democracia -, mas que se revela a um só tempo, desprovido da necessária serenidade e tomado por uma maioria de ocasião, transformando-se , portanto, num colégio eleitoral de excessão, cujo objetivo é retirar a presidente legitimamente eleita e colocar em seu lugar um presidente sem voto.

http://www.vermelho.org.br/noticia/280728-1







Nenhum comentário: