Páginas

sábado, outubro 08, 2016

o preço do progresso

- você disse 20 por orelha.
- você entendeu mal.
- por 10 eu nem gastava minha pistola.
- dou 12 por orelha.
- olha, se depois sua plantação não crescer. tem mais empresário lá no oeste.
- 13 por orelha e não se fala mais nisso.
- esses barões. mato 100 índios por semana, não passo fome.
---
Sobem o rio. Eles mostram as flechas e os remos. Foi assim.
Rasgando o rio. O ouro. É preciso comer, caçam na terra. Arma de fogo. Também mulheres e crianças. Cortados ao meio para desaparecer nas águas.

Afonso Lima

Nenhum comentário: