Páginas

domingo, outubro 09, 2016

uma crônica do mar

o poetinha:
o luar e o mar - eu passo pela janela
deito na areia fofa e sinto as ondas
ao longe a casa, a ilha era amiga
um peixe saltando, eu menino

nas galáxias eu via desenhos mil
as águas nos meus pés
e eu junto a esse vento que me dormia
e não como bicho sem profundo

depois a aurora dourada me despertava
o céu ficava manchado de rosas e uma estrela resistia
eu sentia o rosto tocado pela fria chegada
pulava a janela e no leito sonhava

Afonso Lima

Nenhum comentário: