Páginas

domingo, janeiro 08, 2017

Espionagem

Os detetives esperavam o suspeito sair do apartamento.
- Aí eu via aquele cavalo tomando chuva, puta tempestade...
- Mas a gente falava do quê mesmo?
- Disso, do bicho preso. Sei lá, é tipo um Alien no nosso regime.
- O nosso ministro me dá arrepios. Tem um passado obscuro.
- Será que é um abandono planejado? É tipo trilha do Tubarão, John Williams....
- Um taxista me disse que o governo criou a pena de morte interna porque não pode mudar a Constituição. Os ordinários dos direitos humanos, ele disse.
- Vivemos tipo Blade Runner. Lembra do infiltrado? Os manifestantes serão presos. Alguma coisa está errada.
- Quando falo com os taxistas, puta, eles querem sangue.
Uma moto passou e o rapaz empinou com volume máximo.
- Será que o marido vai se vingar dela?
- Nosso trabalho é espiar. Psicose.
O homem saiu com um pacote embaixo do braço.

Afonso Lima

Nenhum comentário: