Páginas

sábado, fevereiro 25, 2017

alma em lata

Você diz que tinha muitas ideias
e que isso não ajudou
um jovem precisa também de roupas bonitas
você ouviu a sua vida toda que o dinheiro é sujo
isso não é verdade
agora você quer encher a geladeira
a economia é um monte de besteiras motivacionais
e que o resto vá para o inferno
o dinheiro quer se reproduzir
você começa a sofrer para que ele aumente
o brilho, o sabor, tudo é deslumbrante
agora todas as coisas espirituais são vergonhosas
o tempo não pode ser desperdiçado
as bibliotecas estão vazias
não precisamos saber o que está acontecendo
o ócio da conversa pode descobrir coisas novas
mas palavra enche conta no banco?
e você é só você, você perde o respeito
por quem não é bom o suficiente
um dia as chaminés vieram
e a fome frutificou
aí vieram as utopias
e as pessoas foram mortas
as fantasias foram jogadas no lixo
o idealismo que piada
a humanidade mau gosto
a paz mundial é meu carro e uma promoção
as pessoas ficaram feias
a cortesia é uma bobagem
o instinto dos lobos vai nos levar longe
o problema com o ouro (belo e bom como é)?
ele deixa as pessoas meio doidas
elas vão cortar seu bosque vão mesmo
(cortaram o meu - e eu era só uma criança)
e se precisar elas comerão você aos pedaços
e a culpa será sua
e aqueles famintos deviam ter vergonha
agora as ideias já não importam
o que ocorre nas almas daqueles tão bem-sucedidos?
os bolcheviques de mercado vão engolir seu recuo e sua explicação
você não tem mais um alma
mas quanto ela poderia render?

Afonso Lima




Nenhum comentário: