Páginas

sexta-feira, agosto 25, 2006

NASCEU!!!!!!!!!!!!

MEU LIVRO SAIU!!!!!!!!!!!!

Pô foram anos de espera!

Tá ai!

O pessoal tá gostando : )
(claro, por enquanto, só minha mãe:)

é aquele momento mágico que você nao precisa mais falar sobre ele, ele existe, vai ser gauche na vida!

espero que seja de ajutório como eu disse pra um amigo, pois "fala de ummundo pós-sem-muro, cínico, cheio de ironia, ondecorporações como a Shell jogam óleo na àfrica e vão àTV falar de energia limpa!"

então lá vai :) já, já, já vai!

Trecho:

"O caso do vendedor de cabeças

Quando Maria Tereza fez doze anos, seu pai a levou auma loja de cabeças, olhou bem dentro de seus olhos: minha filha, lembre-se disso: a vida é feita devencedores e perdedores; vencedores são aqueles quetêm carro aos 20 anos, perdedores são todos os outros.

Esperamos de você que seja formada, arrume um homemrico e bonito, nos dê netos maravilhosos, organizebelas festas de Natal, saiba se vestir, passe algunsferiados sorrindo em churrascos e seja magra. (...)"

LIMA, Afonso Junior Ferreira de Lima. ALGUNS CONTOS.Porto Alegre: Suliani Editografia, 2006.

Release:

Globalização, crimes corporativos, novidades genéticas, educação, trabalho semi-escravo, o olhar do autor é atento e preciso. Tendo a maior parte de sua produção em teatro e poesia, Afonso Junior Ferreirade Lima voltou-se ao conto como uma forma de, segundo ele mesmo, contar as histórias que não estão sendo contadas, juntar os fios do cotidiano, retomar a identidade coletiva, o que seria uma das funções da arte.

"Senti que, em algum momento, as metáforas e monólogos interiores domodernismo precisavam ser usados para se falar de novo de algo láfora; os jogos com a linguagem permanecem interessantes, mas aspessoas têm uma sede muito grande de realidade, essa que nos foge nosnoticiários e na educação pasteurizada. Narrar é pensar; pelaatribuição de sentido e julgamentos da arte, nós vemos o que está aonosso redor" - comenta o autor

Entretanto, uma gama variada de sentimentos e narrativas sãodesenvolvidos. Contos de tom regional (Crepúsculo no campo), ficçãocientífica (Nove planetas), terror (Conto do mar), uma série de tipose modos de contar. O que liga todos eles? A urgência de um chamado atomada de posição, a partir da leitura do mundo presente.Afonso Junior Ferreira de Lima é formado em História e pós-graduado emFilosofia da Arte pela PUCRS, tendo realizado trabalhos como ator,vídeo-maker e artista plástico.

Eduardo Valls,
Jornalista,
autor de "1956: uma epopéia gaúcha no México", WS Editor, 2005.


Capa- Orelha:"De Afonso Jr. se pode dizer que ele tem a vocação do contista. Em primeiro lugar é, em matéria de narrativa, um minimalista; consegue, em uns poucos parágrafos, construir uma situação ficcional que envolve o leitor. Ao mesmo tempo, tem um seguro domínio da palavra, oque, em matéria de textos curtos, é essencial.Finalmente a sua matéria prima é aquela que todos oscontistas perseguem: a condição humana em momentoscríticos. É um trabalho promissor,o dele, e osleitores farão bem em acompanhá-lo".

Moacyr Scliar
escritor
contato/pedidos:http://mail.google.com/mail/h/1h8ysh25xxbzh/?cs=wh&v=b&to=jissobrasil@yahoo.com

Nenhum comentário: