Páginas

segunda-feira, abril 16, 2007

E-mail para uma artista...

"... Um artista nunca pode perder o centro, ou seja, a percepção do que realmente importa na vida, a delicadeza, o contato com as pessoas, a simplicidade, a ternura. Você sempre foi uma menina sincera, estudiosa e sensível.

Todos nós, artistas temos o desafio constante de desenvolver nossa sensibilidade e criar uma linguagem própria nossa, única, um canto autoral. Quando uma individualidade se forma, um universo se abre, todos percebem que podem mais.

Para isso, você sabe, temos de alimentar o espírito sempre, limparmo-nos da repetição e da distração ativa, tornarmo-nos maiságeis e mais sensíveis, com outros artistas, filmes, estranhos, poemas, gente nova, principalmente gente fora do nosso contexto. O que sente uma menina da Cidade de Deus?

Recomendo ardentemente Cartas a Um Jovem poeta do Rilke, pela questão da sensibilidade; qualquer coisa da gravadora Fayga Ostrower, que nos fala da arte como retomada do humano; Memórias, sonhos e reflexões de Gustav Jung, um relato da luta de "um homem consigo mesmo", e também Clarice Lispector, qualquer coisa... Um intelecto que é molhado e quente. Pensar ventre.

A arte, exige recolhimento, reflexão, pois tem de entrar para sair. Temos de vencer a barreira da máscara social, do querer agradar, para mostrar nossa fraqueza, nossa verdade, é só aí que pegamos o outro. A arte é, antes de tudo, uma postura ética perante a vida, um criticar, um propor. Precisamos ser ousados, pois o mundo nos exige, mas precisamos ter uma voz única, isso leva tempo mas é o único caminho- para dentro.

Semessa construção não formamos um eu, e tudo vai com a onda. Um artista só permanece se ele falar com um gesto inédito: isso significa, dobrar-se sobre si mesmo e o mundo.

Como as pedras ou as amplas paisagens, isso leva tempo, silêncio, espera. Um mestre da dança Butoh japonesa, Kazuo Ohno, veio a Porto Alegre: olhava no olho de todas as pessoas.

Eu vejo que você está lidando muito bem com todo esse barulho da necessidade de colocar-se, e sei que compreende o que eu digo. Dentro de você existe uma coisa verdadeira, e não deixe que o turbilhão faça lhe evitar o ato verdadeiro.

Eu não falaria isso se você não fosse uma artista. Uma grande artista, porque tem olhar.

Espero que perdoe esse meu lado conselheiro, mas me senti à vontade por compartilhar desse difícil caminho que é enfrentar nossos medos e por isso poder ter uma alegria verdadeira, que contagia o público.

À luta, companheira :)
! beijão enorme.
ajr

"Eu penso que há algo em comum entre a energia de nascimento de uma vida e a do nascimento do Universo. Existe uma força centrípeta entre mãe e filho , como entre o Sol e os planetas do sistema Solar. Tudo oque existe nesse mundo é ligado profundamente com o Universo. "

Kazuo Ohno

Nenhum comentário: