Páginas

sábado, abril 23, 2011

CCSP terceirizado?

Uma fonte na Prefeitura comentou que o Centro Cultural São Paulo pode ser terceirizado. Claro, como a saúde está um caos, é boa idéia. Os hospitais dizem que recebem pouco e mandam as pessoas para as AMAS (superlotadas, com dois médicos cada) e o governo diz que saúde não é mais com ele, a Globo mostrou. Justamente um lugar com cinema antes grátis (agora 1 Real), com peças a preços populares, Biblioteca de 100 mil volumes. “Sabe como é, tudo vira pago” – diz ela.

Além disso, ouvi de um amigo que trabalha com o setor, que uma terceirização desta, a famosa “Fundação”, que houve com uma biblioteca, transformou o local em templo de Dan Brown e Crepúsculo (que devem estar lá, mas ao lado de Clarice e Drummond). Essa proposta eu ouvi da boca do secretário que hoje está na TV Cultura, que já foi violentada.

Lembra-me muito uma situação que passei no CCSP. Cruzando por ali, ouvi um show que começava. É gratuito, pode entrar na fila e pegar o ingresso, disse um funcionário. Bem, eu fiquei ali e a fila foi se formando atrás. “O sistema está parado”. Havia sido terceirizado. Esperamos uns dez minutos, o show rolando.

O pessoal começou a reclamar. “Onde está o técnico?” – eu perguntei ao segurança, que, bem brabo, dizia apenas “O sistema parou”, “O sistema não funciona”, “O sistema...” Ou seja, o que antes seria resolvido com um bloquinho e uma caneta, agora com o Ingresso Difícil, computer e microfone... E reclame ao Papa. Ao invés de ampliar o “centro” para a extremidade, a “periferia” está chegando ao centro.

Nenhum comentário: