Páginas

quinta-feira, janeiro 24, 2013


Um boi que assiste

O cru é o mundo
(vivo, que se esconde)
E a linguagem é sua energia
(tanta ansiedade nos homens que passam)
O ar é obra do trovador
Só a rede faz o peixe
O amor, a guerra e o dia
(É a fantasia que cria a noite)

Palavras, nas cavernas, nas baladas, o canto do corpo
Palavras que reúnem o espaço
São as imagens as verdadeiras verdades
Na tela do pintor é que o mundo se completa
(E tu, pastorzinho, é quem as aparta
Pulando da cama para dar fim aos fantasmas)
Não podemos compreender o mundo sem seu retrato
O cru se oculta sob sete peles heterônomas
A seiva, sua calma primal.

Licença Creative Commons
O trabalho Um boi que assiste de Afonso Jr. Lima foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://afonsojunior.blogspot.com.br/.

Nenhum comentário: